Marque sua consulta:

(85) 99810-2645 - WhatsApp (85) 99972-0087

contato@odonto24h.com.br

Nos siga nas redes sociais

Inchaço e vermelhidão na gengiva é mais frequente do que se imagina e atinge um a cada dois adultos

Conhecida como gengivite, a inflamação na gengiva é uma doença que afeta as estruturas adjacentes aos dentes, sendo uma das principais causas da perda dentária. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), estima-se que 90% da população mundial tenha problemas com inflamação na gengiva, geralmente ocasionados pela má escovação. Por isso, o Dr. Fábio Bibancos – ortodontista, explicou as causas e consequências da doença, além de dar dicas para evitá-la.

“Um dos fatores responsáveis por essa inflamação é a concentração de placa bacteriana que acontece quando restos de alimentos se acumulam no dente, que por sua vez estão em contato com a gengiva”, explica.

Além disso, a doença tem diferentes graus de gravidade: o estágio inicial é a gengivite, na qual a inflamação atinge somente a gengiva e o tratamento é simples. Nos quadros mais graves, a inflamação alcança os tecidos ósseos, passando a ser chamada de periodontite, nesse estágio o tratamento é a única opção para evitar a perda dentária.

Os sinais mais comuns para identificar uma inflamação na gengiva são:

Mucosas sensíveis e fortemente avermelhadas

Uma gengiva saudável tem uma cor mais próxima ao rosa claro, quando notar a região em tons mais avermelhados, provavelmente, é o início de uma inflamação.

Sangramentos ao escovar os dentes ou passar o fio dental

Muita gente pensa que o sangramento acontece por ter machucado a gengiva com a escova ou fio, mas geralmente ele ocorre como sintoma da inflamação, sinalizando a necessidade de melhor higienização neste local e passar em consulta com o dentista.

Dentes frágeis e com pouca sustentação

Dentes saudáveis não tem nenhuma mobilidade, por isso se algum dente apresentar possibilidade de movimento pode ser sinal de periodontite. Isso acontece porque o osso que circunda o dente já foi prejudicado.

Mau hálito

Mau hálito também pode representar um indício porque as bactérias acumuladas promovem mau odor.

Diante de qualquer desses sintomas é recomendado ir a um periodontista, para um diagnóstico completo. “É um mal silencioso, por isso a necessidade de estar sempre atento a saúde bucal”, alerta o Dr. Fábio Bibancos.

Para evitar a doença, o ortodontista indica atenção redobrada aos hábitos de higiene bucal, com escovação 3 vezes ao dia, uso do fio dental diariamente ou palitos interdentais e enxaguante bucal.

FONTE: https://www.folhavitoria.com.br/saude/noticia/12/2019/confira-dicas-para-evitar-inflamacao-na-gengiva

 

Open chat
Quer ter o sorriso dos seus sonhos? Agende sua consulta e venha transformar o seu sorriso!
Powered by